COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

segunda-feira, 2 de março de 2015

COMPETIÇÃO ESTIMULANDO INGESTÃO EXCESSIVA DE ALCOOL

G1 FANTASTICO Edição do dia 01/03/2015


Universitário morre após ingestão excessiva de álcool em festa em SP. A festa com bebida liberada começou na tarde deste sábado e reuniu mais de dois mil estudantes universitários em uma chácara em Bauru.





Um estudante, de 23 anos, morreu após a ingestão excessiva de álcool em uma festa universitária, em Bauru, interior de São Paulo. A festa com bebida liberada começou na tarde deste sábado e reuniu mais de dois mil estudantes universitários em uma chácara.

Humberto Moura Fonseca passou mal, depois de participar de uma das várias competições que incentivavam a ingestão de álcool. Segundo a polícia, os estudantes chegaram a beber, cada um, mais de 30 doses de vodca.

“Colocava-se um copo desses plásticos de café de 50 ml pra cada participante, a pessoa ingeria. Esse copo era reabastecido, no decorrer de um minuto da primeira ingestão, ingeriam novamente”, explica o delegado Mário Ramos.

Humberto, cursava engenharia elétrica na Unesp, Universidade Estadual Paulista. Ele foi levado ao hospital numa ambulância contratada pelo evento. “Não tinha qualquer aparato de emergência, consistia simplesmente numa maca para levar e trazer as pessoas, não foi acionado em nenhum momento o Samu, resgate pra auxílio dessas pessoas que passaram mal, elas simplesmente foram levadas até essa ambulância onde foi dado chá de boldo. Isso tudo evoluiu as pessoas para coma alcoolico”, relata o delegado.

Além de Humberto, outros seis estudantes também passaram mal. Três estão internados em estado grave.

Dois organizadores da festa foram presos. Eles são estudantes do quarto ano de engenharia e podem ser indiciados por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar.

Em depoimento, os dois organizadores negaram que tivessem promovido competições de bebida na festa. Mas os policiais tiveram acesso a um panfleto do evento, em que aparece o nome de duas competições que incentivavam o consumo de álcool.

No domingo à noite, os dois organizadores da festa conseguiram um alvará de soltura e vão responder em liberdade.