COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

44 PRESOS POR TRÁFICO NO ALTO JACUÍ GAÚCHO

CORREIO DO POVO 19/11/2013 10:17

Operação prende 44 por tráfico no Alto Jacuí. Criminosos agiam nas cidades de Cruz Alta e Fortaleza dos Valos


A polícia prendeu 44 integrantes de quadrilhas de tráfico de drogas nas cidades de Cruz Alta e Fortaleza dos Valos, na região do Alto Jacuí, nesta terça-feira. Quarenta e duas delas foram presas em cumprimento a 46 mandados de prisão expedidos pela Justiça e outras duas em flagrante.

A ação envolveu mais de 350 policiais de Cruz Alta e Fortaleza dos Valos, além de agentes de 12 regiões com apoio do grupo de operações especiais e de um helicóptero da Polícia Civil. O objetivo é o cumprimento de 46 mandados de busca e apreensão, além dos 46 de prisão, de pessoas ligadas ao crime de trafico no Alto Jacuí.

O titular da Delegacia de Cruz Alta, delegado Cristiano Alvarez, informa que há grandes traficantes regionais detidos, que repassavam drogas para criminosos menores. O grupo comandava quadrilhas que fornecem, principalmente, cocaína e crack aos usuários. “Foi um trabalho bastante longo e intenso. Verificamos que havia entre alguns envolvidos a relação de subordinação, em outros de repasse de traficantes maiores para menores e conexão do trafico entre Cruz Alta e a cidade Fortaleza dos Valos”, declarou Alvarez à Rádio Guaíba.

As investigações da polícia duraram oito meses. A operação também apreendeu munição e drogas.


Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba