COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

terça-feira, 17 de julho de 2012

TRAFICO INVESTE NA COMUNIDADE

ZERO HORA 17/07/2012

CARROS E PRAÇA REFORMADA COM DINHEIRO DE DROGAS

O Denarc também conseguiu identificar que a quadrilha comandada por Carlos Alberto Silveira Drey adquiriu pelo menos oito veículos, que tiveram a apreensão solicitada à Justiça. Três foram localizados: um Gol, uma Captiva e um Cadenza – este último, avaliado em R$ 120 mil, estava em nome da mulher do traficante.

O que chamou a atenção do delegado do Denarc Rodrigo Zucco, foi um outro veículo que o traficante teria comprado em nome de laranjas. O carro acabou vendido antes de a polícia pedir o sequestro do bem na Justiça. Zucco diz que foi possível comprovar no inquérito que uma mulher, com renda anual inferior a R$ 10 mil, comprou à vista um Audi no valor de R$ 230 mil. Em depoimento, ela confirmou que foi a pedido de integrantes da quadrilha de Drey. O dono da revenda chegou a ser preso. Ele agora responde em liberdade por lavagem de dinheiro.

O dinheiro do tráfico também foi investido em uma piscina no valor de R$ 29 mil para uso dos integrantes da quadrilha do Drey na Vila Maria do Conceição. Também em nome de laranjas, o traficante teria investido R$ 3 mil em melhorias de uma praça pública na região, em frente a uma escola.

– Essa praça é uma afronta dos traficantes. Isso é para ter a população ao seu lado – afirma o delegado do Denarc Mário Souza.