COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

quinta-feira, 8 de março de 2012

PF DESARTICULA QUADRILHA NO RS, PR E SC

Operação Progresso. Polícia Federal desarticula quadrilha de tráfico que atuava no RS, PR e em SC. Investigações concluíram que praticamente duas famílias inteiras atuavam no comércio ilegal de drogas - ZERO HORA, 08/03/2012 | 12h40


A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira a Operação Progresso de combate ao tráfico internacional de drogas no Rio Grande do Sul, Paraná e em Santa Catarina. Oitenta policiais federais mobilizados cumpriram 17 mandados de busca e apreensão e 20 mandados de prisão nos municípios de Passo Fundo, Erechim e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Caçador, em Santa Catarina, e Foz do Iguaçu, no Paraná.

Durante toda a operação, que teve início em julho de 2011, foram presas 29 pessoas. Na manhã desta quinta-feira, foram detidas três pessoas em Erechim, duas em Caçador e sete em Foz do Iguaçu. As outras sete pessoas presas anteriormente já estavam em presídios. Um homem de nacionalidade paraguaia está foragido e está sendo procurado pela Interpol.

Em Erechim, foram encontrados em uma residência cerca de 11 gramas de cocaína, uma balança de precisão com vestígio da droga, um veículo e R$ 4 mil em dinheiro. Durante os cerca de oito meses de investigação os policiais federais realizaram a apreensão de aproximadamente 37kg de cocaína, 332 kg de maconha e 11 veículos.

De acordo com o delegado responsável pela operação, Fabrício Argenta, a quadrilha tinha duas células em Erechim, uma ramificação em Caçador e matinha contatos com pessoas em Foz do Iguaçu. A droga, originária do Paraguai, era trazida para o Brasil e transportada até Erechim e Caçador pelos criminosos que ficavam no Paraná. Ainda segundo Argenta, o bando movimentava de 30 a 50 kg de droga por mês.

Segundo concluiu a PF, praticamente duas famílias inteiras atuavam no tráfico de drogas. Um homem, a mãe e a esposa dele traficavam drogas no Bairro Progresso em Erechim. Em Foz do Iguaçu e Caçador um pai e dois filhos foram presos nesta quinta-feira, sendo que um terceiro filho já havia sido preso em janeiro deste ano com 11kg de cocaína. Esta família também era originária do Bairro Progresso de Erechim.

Um homem assassinado a tiros na semana passada em Erechim também era investigado durante a operação. Ele era residente e proprietário de uma lavagem de veículos no Bairro Progresso.

A Operação Progresso foi realizada no âmbito da Operação Sentinela, que é uma intensificação do controle, fiscalização e inteligência policial na faixa de fronteira do Brasil com países vizinhos para prevenir e reprimir crimes transnacionais, como contrabando, descaminho, tráfico internacional de drogas, armas e munições.