COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

GERENCIANDO O TRÁFICO

PORTO ALEGRE - Preso suspeito de gerenciar tráfico. CORREIO DO POVO, 14/12/2011

Agentes da 1 Delegacia de Investigações do Narcotráfico do Denarc prenderam ontem, na zona Sul da Capital, um homem, 25 anos, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas.

Segundo o Denarc, o homem é tido como gerente do tráfico e sua casa era guarnecida por dois cães das raças Pitbull e Rottweiler. Com ele foram apreendidos uma espingarda semiautomática, calibre 12, de origem turca (avaliada em R$ 5 mil), munição, radiocomunicador e anotações com a contabilidade do tráfico.

A primeira ação ocorreu na manhã do dia 23, no morro próximo à avenida Vicente Monteggia, durante a Operação Alpinistas do Tráfico. Na ocasião, foram presos quatro homens de 40, 24, 22 e 20 anos e uma jovem de 18 anos.

Dois dos detidos têm antecedentes por roubo, receptação, estelionato e tentativa de furto. Os traficantes ficavam no alto de árvores, observando a presença de policiais ou de consumidores que vinham buscar drogas.

Para chegar ao local, os policiais deixaram as viaturas e caminharam cerca de 300 metros até o alvo. O diretor do Denarc, delegado Joel Oliveira, conta que essa espingarda apreendida é oriunda da Turquia, moderna e extremamente leve e fácil de usar.

Senad leiloa bens de traficantes

O leilão de bens que pertenciam a pessoas envolvidas com o tráfico de drogas teve uma enorme arrecadação, que totalizou R$ 1,675 milhão, um recorde. A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça leiloou joias, imóveis, carros e dois aviões. Os recursos irão para o Fundo Nacional Antidrogas (Funad) e serão usados em ações e programas de repressão, prevenção, tratamento, recuperação e reinserção de dependentes de drogas.

O leilão foi feito em Colombo (PR), onde estavam os imóveis e os dois aviões. Os bens são oriundos de processos judiciais já encerrados. O ministério informou que todos os produtos, divididos em 223 lotes, foram arrematados. Cerca de 600 pessoas participaram do leilão.

Além dos leilões, a Senad tem buscado acordos de cooperação com estados para angariar recursos para o Funad. Dez estados têm acordos vigentes com o Ministério da Justiça e recebem 80% do dinheiro arrecadado para enfrentar o tráfico.