COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

terça-feira, 24 de maio de 2011

UM GOLPE NO BARÃO DO PÓ NO RS

Um golpe no barão do pó. Traficante com base em Alvorada distribuía um quilo de cocaína por dia para quadrilhas - EDUARDO TORRES | ESPECIAL - ZERO HORA 24/05/2011

Do bairro Formosa, em Alvorada, um homem de 34 anos distribuía um quilo de cocaína por dia para traficantes do município e de boa parte da Região Metropolitana. Em dois meses de investigação, o Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) apurou que o traficante mantinha um modelo de administração do tráfico típico dos barões da droga e que já lhe rendia poder e uma pequena fortuna.

Desde o dia 12, o homem, apelidado de Barão, está preso temporariamente enquanto a polícia busca ramificações de suas operações. O nome dele não foi divulgado.

– Ele estava estabelecido havia muito tempo em Alvorada. Na Vila Americana, ele é temido e respeitado. Ele criou um modo de manter os negócios praticamente sem ter contato com a droga. É um atacadista, está acima de disputas entre traficantes – afirma o delegado Thiago Bennemann, que comanda as investigações.

Em 1999, o homem foi indiciado por homicídio e associação ao tráfico, mas nunca foi preso por vender drogas. Não mais do que 10 comparsas, com extrema confiança do Barão, garantia o modo de agir do chefe. O gerente seria um primo dele, que faria o contato direto com a droga e os revendedores do produto. Ele está sendo procurado. O Barão movimentava até R$ 500 mil por mês, com a distribuição da droga entre Alvorada, zona norte de Porto Alegre, Cachoeirinha, Guaíba, Viamão e Canoas.

Polícia apreendeu prensa hidráulica em residência

No começo do mês, Everton Fernando Silva da Silva foi preso em flagrante no bairro Sarandi, na Capital com 540 gramas de cocaína dentro de um Gol. Everton era um mula que levaria a encomenda para traficantes. Na casa do Barão, foi apreendida uma prensa hidráulica capaz de processar até 15 toneladas.

– Estamos apurando a origem dessa droga, os contatos da quadrilha e o destino do dinheiro que o Barão acumulou ao longo dos anos – diz o delegado Tiago.

Traficante promovia festa em casa na praia

Oficialmente, Barão diz trabalhar com compra e venda de carros, mas o patrimônio está bem acima do que poderia ganhar esse tipo de negócio. Uma residência no bairro Formosa e outra em Imbé valem em torno de R$ 1 milhão. Na praia, uma empresa de segurança controlava o ambiente das festas promovidas pelo bando. A polícia filmou as instalações de cada cômodo da casa.

A operação apreendeu uma Land Rover, usada por Barão para passeio, avaliada em R$ 180 mil, um Audi A4 do gerente da quadrilha, uma Space Fox, um Palio Fire e um Gol que seriam usados para transportar drogas. Também foram recolhidas duas pistolas – uma 380 e outra 9mm, e cartuchos de fuzil 5.56.