COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

AÇÃO POLICIAL NA CRACOLÂNDIA NO CENTRO DE SP




Cracolândia ainda tem tráfico à luz do dia - FOLHA.COM, 10/01/2012 - 08h42

DE SÃO PAULO - Quase uma semana depois de a PM deflagrar a operação na cracolândia, no centro de São Paulo, traficantes ainda atuam à luz do dia na região.

A informação é da reportagem de Danilo Verpa, Rogério Pagnan e Afonso Benites publicada na edição desta terça-feira da Folha. A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

Nesta segunda-feira (9), por volta das 11h, a reportagem flagrou um grupo de pessoas vendendo e consumindo crack no cruzamento das ruas Guaianases e Aurora, mesmo com a região ocupada por mais de cem homens da PM e da Guarda Civil Metropolitana.

Até agora, a operação iniciada na semana passada conseguiu retirar de circulação menos de meio quilo de crack (428 gramas). Isso daria, segundo especialistas, para o consumo de apenas um dia na cracolândia.

Nas cenas registradas pela Folha, uma jovem e um homem se revezavam nas vendas aos usuários e só suspenderam o comércio quando uma dupla de policiais passou pela rua.