COMPROMETIMENTO DOS PODERES

As políticas de combate às drogas devem ser focadas em três objetivos específicos: preventivo (educação e comportamento); de tratamento e assistência das dependências (saúde pública) e de contenção (policial e judicial). Para aplicar estas políticas, defendemos campanhas educativas, políticas de prevenção, criação de Centros de Tratamento e Assistência da Dependência Química, e a integração dos aparatos de contenção e judiciais. A instalação de Conselhos Municipais de Entorpecentes estruturados em três comissões independentes (prevenção, tratamento e contenção) pode facilitar as unidades federativas na aplicação de políticas defensivas e de contenção ao consumo de tráfico de drogas.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

TRÁFICO DESARTICULADO EM PELOTAS/RS

AÇÃO NO SUL. Operação desarticula tráfico em Pelotas - RAFAEL DIVERIO, ZERO HORA 17/08/2011

Dois anos depois de deflagrar a Operação Castelo, que prendeu 68 pessoas na zona sul do Estado em 2009, a Polícia Federal voltou a agir contra o tráfico internacional na região. Denominada Operação Torre, a segunda investida da PF resultou na prisão, em Pelotas, de 15 pessoas pertencentes a cinco quadrilhas com conexão internacional e apreendeu drogas, veículos e mais de R$ 18 mil em dinheiro.

As prisões ocorreram durante a madrugada, sem resistência dos suspeitos. Em dois casos, foi registrado flagrante por tráfico de entorpecentes.

Segundo o delegado Cássio Berg, o esquema começava no Paraguai e na Bolívia, passava por Tramandaí e chegava ao sul do Estado. A praia do Litoral Norte seria um entreposto para a distribuição pelo Estado.

Além disso, Berg confirmou que um laboratório para a confecção das drogas estava prestes a ser montado pela quadrilha em Gravataí, na Região Metropolitana. Em Pelotas, ontem, a PF apreendeu 4,3 quilos de crack, 6,5 quilos de cocaína e cinco quilos de maconha. Oito automóveis e cinco motos foram confiscados, bem como R$ 18.804,50.

O comércio funcionava no atacado e no varejo, segundo o delegado Alexandre Paulli, que comandou a ação. Nos vídeos gravados e divulgados pela polícia, há imagens de traficantes agindo no centro da cidade, à luz do dia.

– Eles eram muito caras-de-pau. Vendiam drogas até em frente a supermercados. Era a crença na impunidade – comenta Berg.

As investigações se iniciaram em dezembro de 2010. Segundo a polícia, parte dos suspeitos ocupou o espaço, dentro de quadrilhas, de alguns que já haviam sido retirados de circulação durante a Operação Castelo. Eles seriam desde “funcionários” e até clientes dos grupos. Os nomes dos presos não foram divulgados.

RBS Notícias - Quadrilha de tráfico de drogas foi desarticulada em Pelotas, 16/8/2011.

Uma quadrilha de tráfico internacional de drogas foi desarticulada em Pelotas, no sul do Estado. Nesta tarde, foram apreendidas oito malas com cocaína no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.